sábado, 25 de junho de 2016

Labirinto

São meia noite e meia e o relógio avança mais são do que eu acordada vendo palavras ecoando no teto branco e implorando por um descanso que não vem. Dentro do peito pássaros selvagens bicam incansavelmente querendo sair, mas eu não entendo, o buraco já está grande demais e não os sinto indo embora. Quem sabe seja somente um massacre intimo pra me acompanhar na madrugada, no abrir e fechar das pálpebras exaustas em câmera lenta. Vida fodida.
Não há mais nada a dizer ou fazer.

8 comentários:

  1. Belo embora triste!

    Bom fim de semana. Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Entendemos bem de vidas fodidas.
    Mas, creio que ainda aja algo sim, só não sabemos o quê e onde está.

    Sinto sua falta, moça. :*

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre sentir que nada mais posso fazer, digo que entendo essa dor que se ancorou no definitivo.

      A vida é mesmo fodida.
      Saudades daqui.

      Excluir
  4. Sempre maravilhoso.

    Gostava de receber a tua visita.

    Aqui»» http://deliriosamoresexo.blogspot.pt/

    Bjos- Domingo feliz

    ResponderExcluir
  5. É nas coisas mais tristes que se encontra a beleza da alma.

    Beijoos
    Anjinha Sexy

    Visite: Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderExcluir
  6. Bom dia moça tri querida..
    labirintos que nós mesmos criamos e não encontramos as saídas por vezes..
    que possas encontrar a saída do mesmo bjs meus

    ResponderExcluir
  7. Tem algo tirando teu sono, moça, mas ele não é suficiente para tirar tua poesia...

    ResponderExcluir