Escombros

O dia acendeu.
Esqueci de amanhecer.
Aqui dentro ainda está tudo escuro.
O céu desabando lá fora
Olhos abrindo e fechando lentos
Interrogações esmagadas
Sopro afastando o sossego.
O amor ousou nos ferir.
Rotina, os dias são disputas.
Não suporto mais essa desordem.
O amor é uma completa desordem.
Eu o culpo
Culpo esse abriga-ninguém dentro do peito
O tempo rígido, o desencontro.
Eu divido esse silêncio dolorido com você.
O dia se escondeu.


"Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer..."
                                                                          Pessoa em Presságio

Comentários

  1. Lindo e oportuno! Amei

    Beijo e um excelente fim de semana.

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderExcluir
  2. O dia se escondeu, e tudo foi o que era sol.

    Lindo esse seu poema.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. O amor é essa bagunça que deixam na gente, e que sempre nos surpreende, seja pra bom ou pra ruim.

    E essa saudade, quem vai pagar a conta, eu ou você?
    Por aqui já estou pagando caro.
    Volta! =/

    ResponderExcluir
  4. Oi Simone,
    E tantas vezes o dia se esconde,o mundo de dentro escurece.
    E tantas outras vezes o mundo se abre pra florir por inteiro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário