Túmulo e flores

    A cor da lua ainda é a mesma de quando você me deixou. Não havia sinal de que choveria, mas meu coração desaguou nessa madrugada de quinta muito mais do que um inverno inteiro.
    O batom vermelho na boca de uma moça triste.
    Os olhos molhados e incrédulos fitando o escuro do quarto abafado por gemidos ofegantes demais.
    A alma aflita no corpo anestesiado, tem gosto de massacre.
   Eu vou desaparecer miseravelmente na lembrança dos teus lábios ingênuos e ferir minha esperança vestida de abandono e despida de paz por pura tentativa de sobrevivência.
   O silêncio dessa casa chega a arder e essa fragilidade pálida ficará na cama até que eu volte de mais um dia tempestuoso e confuso e à noite, morra novamente. É duro manter as aparências.
   Você me deixou com café e papéis junto das palavras que tremeram com o barulho da porta fechando e minha própria voz era um conta-gotas lentíssimo e irritante balbuciando interrogações desbotadas.
   É perturbador o som do adeus e sinto que os espinhos crescem a cada minuto nesse coração tão pesado e ordinário como um pêndulo sem ritmo. Minhas orações não atenuam a tristeza dessas horas incompletas, anseio desabotoar a alma, só pra ter a sensação de que o vento vai escrever onde eu posso pisar firme, mesmo com a cegueira que ficou abraçada às lágrimas.
    O derradeiro olhar no espelho, não disfarça o que as pessoas não conseguem enxergar aqui, nem diminui o peso do medo dessa vida efêmera, enferma e fadada a me despedir.
 Sou um espelho quebrado. Um túmulo não visitado. Sem flores.

Comentários

  1. Um texto fantástico e emocionante!! Adorei ler

    Beijinho e um dia feliz
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. "Um túmulo não visitado. Sem flores."
    Fiz um desenho sobre isso há alguns anos e nem sabia.

    Texto muito forte e bem escrito, como sempre. Dá pra sentir o cheiro das flores daqui, de longe.

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo teu textos,super expressivos e consequentemente lindo de +.
    Parabéns ! *-*
    Bjnhs
    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com/2015/08/nao-espero-principe.html

    ResponderExcluir
  4. Uauuu...estou arrepiada!
    Texto lindo... palavras marcantes.
    Beijinho querida.

    ResponderExcluir
  5. Texto muito bom

    Visite-me Quadras e pensamentos=http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Simone, eu gosto tato de ti. Mesmo sem lhe conhecer.
    Toda sua literatura, me atura. Nos põe nos ombros, e teta nos afagar mesmo com as mãos pesadas.


    PS: Suas frases finais, após a imagem sempre me comovem mais. Eu poderia ler só elas sem o texto todo. Tudo é tão lindo aqui.

    ResponderExcluir

Postar um comentário