Me (pro)cura



Foi numa dessas tardes 
geladas, 
que a 
saudade, 
feito pássaro 
selvagem, 
inquietou-se 
nessa gaiola 
empoeirada e frágil, 
que é meu peito.


Comentários

  1. Curioso efeito do sentimento, neste mais que belo poema! Muitas vezes, a ave dócil, que por isso mesmo não consegue evadir-se, é o coração; e a gaiola é justamente a saudade! Mas aqui – que belíssima inversão! – é a saudade quem de debate e o coração que, tudo indica, não conseguirá impedi-la de expressar-se! Contudo, sabemos, se a saudade se liberta de nosso peito, precisa encontrar seu campo sonhado; caso não, há de voltar, mais cedo ou mais tarde, à poeira que indica que, por aqui, nada acontece... Beijosssssssss

    ResponderExcluir
  2. Simone Linda-Lima....
    A metáfora que você utilizou aqui é de uma sensibilidade ímpar...
    Saudade presa...a gaiola (teu peito frágil e empoeirado pois ninguém mais o visita!!! ) que a aprisiona... a vontade de a saudade escapar e encontrar a pessoa amada....
    SENSACIONAL... perfeita poesia apaixonada!!!
    Clarice Lispector, se tivesse um blog, iria copiar essa frase...

    ResponderExcluir
  3. A saudade não dá descanso!
    Cada vez que venho aqui me apaixono mais ainda por tuas palavras, moça.

    ResponderExcluir
  4. Triste! mas muito bonito!

    Bom fim de semana
    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. muito bonito, saudades de tardes geladas literalmente...

    ResponderExcluir
  6. É, entendi agora, o que disse no comentário, Simone, que coincidência! Até alguma palavras se assemelharam. Interessante. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Lindo Lindo Lindo... eu poderia repetir Lindo milhares de vezes que ainda não seria suficiente para expressar a beleza dos teus versos tristes, Simone.

    A saudade é um animal indomável.

    ResponderExcluir
  8. Essa gaiola guarda toda a poesia que os pássaros cantam.

    ResponderExcluir
  9. A saudade nos faz cativos, mas nos libertamos em palavras.
    Belas as suas.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  10. A saudade é sempre assim, desinquieta, atordoante, gosta de disparar corações e tirar o sono.

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. eu sou cheia desses pássaros pretos de dor, morando aqui, no peito. é lindo

    ResponderExcluir
  12. A saudade é sempre assim. Quando menos esperamos ela aparece :)

    ResponderExcluir
  13. Olá, a saudade causa a sensação de impotência para ser ultrapassada, é um bom sentimento que vem da sensibilidade e não da razão, se não sentirmos saudade também não sentimos amor, a saudade e o amor são casados para sempre.
    AG

    ResponderExcluir
  14. Difícil é quando a saudade bate tao forte que quase rasga o peito querendo fugir ao encontro do amor.
    No espaço de 13 a 15 anos quase não tenho fotos. Depois disso ganhei uma câmera digital e o bicho pegou ehehe

    Ai, obrigada por tanto elogios!!! Só estou sem os piercings hoje em dia :(

    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
  15. Lindo lindo lindo. A saudade serve para nos relembrar que algo de bom nos aconteceu :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário