Ela é meu outono

Eu via uma poesia indecifravelmente bela nas curvas do corpo dela.
Nessas horas achava que morreria em paz.



Comentários

  1. Simone Linda-Simone Linda...
    Há horas que temos que assumir os amores proibidos em nossa vida...há momentos em que nós precisamos decifrar as charadas que nossa vida nos impõe....
    Simone Linda-Lima... há momentos em que a face poeta que existe em nós precisa ser mandatária.....
    Te adoro...

    ResponderExcluir
  2. Pois.. como eu entendo!!! AMEI

    Beijo
    Bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Eu vejo poesia no corpo dele e já prevejo uma vida em paz...

    <3

    ResponderExcluir
  4. Ah, as curvas!
    São as linhas retas que se apaixonaram.

    Abraços,
    Fabiano Favretto

    ResponderExcluir
  5. Tão simples, tão profundo, tão lindo...

    ResponderExcluir
  6. Belas palavras, nada como admirar o corpo da pessoa amada em cada detalhe.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Simone..
    a poesia se vê no corpo, no interior, se vê em cada detalhe de uma pessoa.. tudo é poesia, a natureza esta sempre declamando esta poesia através de gestos de cantos de pássaros..
    fazer poesia no outro é como se tatuassemos ela na pele dele ou dela.. bjs

    ResponderExcluir
  8. Curvas procuradas, às vezes perigosas...! abraços

    ResponderExcluir
  9. Teu corpo claro e perfeito,

    – Teu corpo de maravilha,
    Quero possuí-lo no leito
    Estreito da redondilha...

    Teu corpo é tudo o que cheira...
    Rosa... flor de laranjeira...

    Teu corpo, branco e macio,
    É como um véu de noivado...

    Teu corpo é pomo doirado...

    Rosal queimado do estio,
    Desfalecido em perfume...

    Teu corpo é a brasa do lume...

    Teu corpo é chama e flameja
    Como à tarde os horizontes...

    É puro como nas fontes
    A água clara que serpeja,
    Quem em antigas se derrama...

    Volúpia da água e da chama...

    A todo o momento o vejo...
    Teu corpo... a única ilha
    No oceano do meu desejo...

    Teu corpo é tudo o que brilha,
    Teu corpo é tudo o que cheira...
    Rosa, flor de laranjeira...
    Manuel Bandeira
    Lindo poema Si, beijos

    ResponderExcluir
  10. Que lindo, tão simples, mas tão profundo<3
    Beijinhos!
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
  11. Bonitos versos e que possibilitam uma viagem no pensamento.

    Beijão.

    http://graforreico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, na simplicidade mora a beleza, excelente publicação.
    AG

    ResponderExcluir
  13. Quando o amor é verdadeiro e mágico, tudo é poesia! :))
    beijinhos

    ResponderExcluir
  14. É só quando a gente consegue enxergar a poesia no outro, que nos sentimos plenamente em paz. Bonito!

    ResponderExcluir
  15. Tão simples, mas tão lindo...

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Eu vejo amor em suas palavras. Vejo você com um coração utópico, colorido e doloroso em busca de paz. Belas imagens.

    psiu, adoro sua presença em meu blog

    ResponderExcluir
  17. Bom dia, Simone!
    A poesia está sempre presente, mas precisamos de olhos e sentidos apurados para vê-la.
    Abraços e lindo dia.
    Márcia (Poções de Arte).

    ResponderExcluir
  18. Simoneee rsrssrs eu fico encabulada o tanto que vocês escreve bem.
    Eu simplismente amei , sou super sua fã rsrsrssr
    Bjnhs *-*

    ResponderExcluir
  19. Acho muito bonita essa sua capacidade de expressar sentimos intensos em poucas palavras.

    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Sabe o que eu mais gosto no teu escrever? É que você tem uma capacidade tão profunda de respirar amor que consegue concentrar em uma frase o que eu levo um texto para dizer. E olhe, faz isso tão bem.
    Em alguns momentos eu penso que morrerei em paz, no colo dele...

    ResponderExcluir
  21. Morrer de paz é muito bom...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  22. Que você veja poesia e que a satisfação seja minha, por tudo e em tudo que você vê. Esse poste é dupla arte.
    Valeu! Adorei ..
    Saudações.

    ResponderExcluir
  23. Delicado e intenso.
    Às vezes me pego viajando em olhares, cantos de boca e gestos de mãos. É delicioso.

    ResponderExcluir
  24. Tanta coisa dita em tão pouco, brilhante.



    tarasemanias.pt

    ResponderExcluir

Postar um comentário