Desde quando ele se foi

Sentia o salgado dos olhos escorrendo pelo rosto, feito chuva na janela. 
E indagava a si mesma, se o que chamavam de amor também era conhecido como sofrer.


Comentários

  1. Dizem que amar não é e nunca será um passeio tranquilo e eu concordo com isso... então a Mim mera Fênix basta Amar e se isso significar sofrer ... tudo bem... é o preço a pagar para ter ainda mais ctz que vivi!!

    Belo fim de semana querida

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Profundo!! Amei..

    beijinhos

    Bom Domingo
    Visita-me

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Não deveria ser assim....
    Muito lindo, Bjussss

    ResponderExcluir
  4. Mas ai ele voltou! ;p rs
    Desde então:
    "A fila do pão não é mais a mesma, ficaram em par com Deus,
    e juntinhos com todo o amor do mundo.
    E para os outros ficou apenas o outro lado."
    E ao invés do salgado escorrendo pelo rosto, ela sentia um sorriso enorme tomando conta de tudo. hahaha

    Você tem uma doçura quando escreve, até quando se trata de sofrimento! ;*

    ResponderExcluir
  5. Não deveria, mas fazer o que se é?
    Um dia passa...

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  6. Não acredito que estejam juntos...
    Parabéns Simone pelo belo transcrito.
    Beijos e boa semana

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Simone.. feliz daquele que entende que o amor está em tudo... se vai é pq não tem vibração.. não era amor..
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu simplismente sou sua fã rsrsrs Amo seus textos *-*
    Bjnhs

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, no amor a distancia não separa, pelo contrario ela atrai ainda mais.
    Texto pequeno com muito significado.
    AG

    ResponderExcluir
  10. As duas coisas se misturam e se completam, são o mesmo lado da moeda. Amor e dor. E num instante se confundem. Quem ama sofre de incerteza, de medo de perder, de não mais ser do outro.

    ResponderExcluir
  11. Uau, terminei de ler e pensei " que lindo" e não há nada mais lindo do que ter uma reação dessas.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. SIMONE,

    sofre o amor pela ingratidão,por este desesperado ronco das ruas que avassaladoramente engole a gente pela sua garganta de compromissos, pela falta de tempo a qual todos somos induzidos, pela necessidade de sobrevivência.
    Mas todos estes sofrimentos do amor sempre são muito menores do que qualquer outro exatamente, se amarmos e estivermos nutrindo sentimentos maiores dentro dos nossos corações..
    É muito simples qualquer um de nós, constatar o sofrimento muito maior, naqueles que, estão só, enclausurados na cruel solidão dos tempos.
    O amor em todas as sua formas seja o filial, de parentela ou o romântico é o único sentimento que nos leva a transcender e a nos manter de pé.
    E torna-se cada vez mais escasso,Simone o verdadeiro amor a Deus.
    Muitos falam Dele, poucos seguem e no Natal, nasce seu filho, Jesus Cristo.
    Ateus ou contestadores de carteirinha dirão com olhar de soslaio que tudo isto é coisas dos homens, uma data comercial, enfim quem tem boca não só vai a Roma, como também fala o que quer.
    Eu,particularmente, renasço a cada Natal pois, acredito que é impossível dissociar minha vida de Jesus Cristo que dividiu o mundo para muito melhor, em antes e depois Dele.
    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  14. Essa dor logo passa, permita que seu amor próprio seja maior que o alheio.
    Ajuda bastante!

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Recente? A dor vai passando, vais ver linda...

    ResponderExcluir
  16. Simone.... passo vários dias sem vir aqui, pois o tempo "urge" e "ruge"....
    Mas entro e vejo uma frase.... simples. curta e de uma força poética impressionante.
    Mas a verdade é doída e dolorida. O amor dói. Amar é sofrer.. é mover o dom do fundo de uma paixão....!!

    ResponderExcluir
  17. Olá, Simone.

    Eu creio que amor e sofrimento não complementam e nem andam juntos - quando acaba o amor chega o sofrimento; onde há amor, não há sofrer. ( apesar que a construção histórica do romantismo pede aquele "amor sofrido" desde os tempos medievais e continua até hoje)

    Bjos!

    ResponderExcluir
  18. Já confundi os dois um bocado, mas hoje acredito que embora eles se misturem, são duas coisas bem diferentes!!!

    Feliz resto de semana...

    P.S.: A gatinha se chama Mylla.

    ResponderExcluir
  19. Pra qualquer coração destroçado eles são sinônimos, mas com o tempo a gente percebe mesmo que a ilusão e o sofrer são quem andam de mãos dadas.
    Adorei a forma que tu escreves.
    Beijos, moça :}

    ResponderExcluir
  20. Reconheço-me. Só assim vejo o amor. Beijo.

    ResponderExcluir
  21. Lembrei de tantas coisas loucas, mas também bonitas.
    Lembrar que sofri me faz sofrer de novo, sou muito fiel para com os meus sofreres.

    ResponderExcluir
  22. Nossa, acho que seria uma boa pergunta... Todo amor leva para algum sofrimento, mas o difícil é saber qual e quando,,,,

    ResponderExcluir

Postar um comentário