quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Nós em mim

Os olhos verdes cansados 
Tinham uma alegria 
E os lábios finos uma tristeza
Olhava pro nada, às vezes
Tinha uma certeza
Queria o amor de volta
A razão dos seus dias
Ter o coração completo de novo
Deixar de viver de fantasias.
Seus olhos verdes, estáticos
Tinham tristeza
Em sua boca generosa, nostalgia.
Sentia em sua alma, frieza
Queria de volta do amor, beleza.
Pois a feiura da dor a assombrava 
E o barulho da solidão a ensurdecia.


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Sem esperar por resposta 3

Querido

   Os dias passaram rápido. A árvore que plantamos cresceu bastante. Acredita que já colhi vários morangos do pé? Você percebeu que tenho tomado chá na varanda no final da tarde? Gosto do barulho calmo do rio e de que como isso me faz pensar em você. Sinto falta de te ouvir cantar enquanto regava o jardim. Ou de quando corria atrás de mim, por toda a casa, com a Polaroid. E de quando me irritava com você quando ria nos momentos em que eu falava sério, e como acabava por me fazer rir também. 
   Vi a chuva de meteoros ontem, sentada no banco de madeira no quintal, onde ficávamos deitados sob o lençol d'estrelas. Sim, meu bem, a constelação ainda é nossa. Oferecemos um ao outro. É nossa! 
   Senti o vento frio beijando meu rosto e quase jurei que ele trazia seu cheiro. Dormi ali mesmo. Onde fizemos amor antes de você partir. Dessa vez, fiz amor com suas lembranças, olhando pro céu e tentando descobrir qual daqueles pontos brilhantes olhando pra mim, era você.

Sua.


- Pra um amor que não morreu.






domingo, 19 de outubro de 2014

Sem palavras

As palavras fugiram de mim
Justo elas, a quem tanto fui fiel.
Fiz delas meu refúgio
Minha fuga e (re)volta
e elas, sem pudor, sem dó,
iludiram a mim e,
como a uma amante largada na sarjeta
me deixaram.
Elas saíram arranhando a parede
(da garganta)
Num gesto mudo.


















Sem previsão
de retorno.

Tag: Liebster Award

Olá!! 
Fui indicada pela Katy do blog Fala Garota para compartilhar essa Tag.





As regras são:
  • Escrever 11 fatos sobre você
  • Responder as perguntas de quem te indicou
  • Indicar 11 Blogs com menos de 200 seguidores
  • Fazer 11 perguntas para quem você indicar
  • Colocar uma imagem que mostre o selo do Liebster
  • Linkar de volta quem te indicou

Onze Fatos sobre Mim:
  • Sou procrastinadora crônica
  • Nasci no mês de março
  • Tenho saudades da infância
  • Adoro comer. Aliás, faço isso como se não houvesse amanhã.
  • Quero ter três filhos
  • Amo rosas brancas e margaridas
  • Minha família é a melhor parte de mim
  • Me apego fácil
  • Faço amizades com facilidade, mas não sei mantê-las
  • Sou uma jovem idosa
  • Tenho muitas lembranças através de cheiros

Perguntas da Katy:
  • Quanto tempo tem seu Blog?
     >    3 anos e 11 meses.
  • O que mais gosta de fazer nos finais de semana?
     >   Estar com as pessoas que amo.
  • Sua família e amigos sabem sobre seu Blog, o que eles acham? 
     >   Minha irmã mais nova, somente. Ela segue, mas não visita, nem comenta.
  • Se pudesse escolher uma blogueira famosa para conhecer, quem seria?
     >   Marcella Fernanda, do blog Eu sou Meiga, Porra!
  • Que profissão é a sua dos sonhos?
     >   Alguma em que eu me sinta feliz.
  • Gosta de viajar? qual seu próximo destino de viajem? 
     >   Não viajo.
  • Se tivesse somente três pedidos, quais seriam?
     >   Saúde a todos, ter direito a mais 10 pedidos, a paz mundial '-'
  • Qual seu post mais popular?
     >   
  • Você tem canal no youtube? se não, pretende gravar vídeos?
     >   Não tenho. Não pretendo.
  • Faz faculdade, se sim, qual curso? se não, pretende fazer?
     >   Sim. Letras.
  • Na sua opinião, o que é essencial para ter um Blog de sucesso?
     >   Olha, prezo mais pelos comentários dos blogs queridos que sigo, do que pelo número de seguidores.  Eu escrevo pra mim e pra eles, mas não sei o que seria preciso...



  • Blogs selecionados:
     > The Pink Lemonade
     > Blog Charmosas 
     > PinUp Me
     > Sons do Coração
     > Amnesia
     > Riquezas
     > A vida em Lírico


Perguntas para os Blogs selecionados:
  • O que te inspira a escrever?
  • Algo que queria muito e já alcançou:
  • Seu livro e autor preferidos: 
  • Que livro está lendo?
  • De onde surgiu a inspiração para o nome do blog?
  • Há quanto tempo escreve?
  • Qual a sua profissão ou a que gostaria de ter?
  • Um vício:
  • Cite 3 blogs preferidos:
  • O que mais te irrita:
  • Escreva 3 qualidades e 2 defeitos seus:

              Beijoo'os!! ;**

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

domingo, 12 de outubro de 2014

Chuva fina - Temporal

Sua frieza me eriça inteira
e choro escondido.
Seus olhos que eram cálidos,
agora são gélidos sobre mim.
Ouço ecos da sua risada por toda a casa
e sinto saudades.

Quero te prender a mim, mas te mando embora
Porque eu sou fora-da-lei 
E você é bom moço
Porque ando perdida e prefiro o barulho
E você ignora minha cinta-liga preta rendada

Você vai embora. E isso é de enlouquecer.
Um estúpido delírio senta ao meu lado no jantar
E sua sobrancelha levantada me questionando,
Me vem na lembrança. 
Abafo depressa.

Você foi embora. Não tem muito mais de você aqui.

Tenho medo de você bater na porta 
e eu te deixar entrar novamente.



quarta-feira, 8 de outubro de 2014

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Das flores

Quantas vezes você já foi despetalada na brincadeira do mal-me-quer-bem-me-quer?
Quantas vezes tiveram mais medo dos seus espinhos do que pararam pra sentir seu perfume?

(...)
Minha flor, não se desespere
Seu encanto vai ser sentido
Guardado
Zelado

Minha flor, deixe o tempo passar
Fique sozinha em seu jardim 
Mas floresça
Cresça
Vença

Flor, há quem queira também as tuas dores
Que não te corte
Não te jogue
E vá embora

Espere mais um pouco
E se aquele que mesmo sentindo seus espinhos
te regar com suas lágrimas e ficar
Veja, minha flor
Existe algo em que acreditar.




quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Sentir - Sem ti 5

Ela o viu indo embora. Quase chegando ao portão. Quase virando para vê-la em pé, à porta. Quase levantando a mão esquerda para acenar pela vez derradeira. Quase engolindo o nó que desceria rasgando a garganta por querer jogar aquela mala e voltar correndo pros braços dela. Quase enxugando uma lágrima ao sentir o perfume que o vento trazia. Quase fechando o portão esperando que ela o chamasse. Quase entrando no táxi, percebendo o coração pequeno em desordem. Quase olhando os olhos castanhos mais serenos que ele já viu. Quase batendo a porta.

Ele perdeu-se de vista na curva do fim da rua.
Ela perdeu-se no vazio que ficou em casa.