sábado, 27 de outubro de 2012

Pra coleção de mentiras 4



Não, tudo bem. É a minha cara mesmo, uma história que começa por acaso e termina sem um porquê.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Sentir/ Sem ti 4




Senti saudades suas. E pela primeira vez em muito tempo, não foi aquela saudade alucinada, arrasadora, cruel. Meu coração está tranquilo e a saudade que bateu aqui dentro como um vento suave que entra pela janela aberta e balança preguiçosamente meu cabelo, foi adocicada, cheia de lembranças boas. E às vezes penso que estou te esquecendo aos poucos, mas não. Você está se aquietando no meu coração. Mas nunca sairá de dentro dele.