domingo, 22 de janeiro de 2012

Sem aviso prévio

"Não brinca com fogo, menina, que tu vai se queimar", a ensinaram.
Do amor?
Que também é fogo,
que queima por dentro,
com o qual não se deve brincar,
nenhum aviso prévio.
Hoje ela, com algumas queimaduras médias graves lembra que ninguém disse que seria fácil...

...Tudo porque ela tem caprichos e medos bobos.
Intensamente bobos...



domingo, 8 de janeiro de 2012

(Aos) Pedaços.

   Eu já sei. Para, tá bem? Não precisa ficar repetindo as bobagens que eu faço, que eu fiz, que eu farei. Sabe, essas suas reclamações mudas me dilaceram. Esse teu silêncio é o que acaba comigo. Briga comigo, mas não me despreza, não. Com desprezo, eu sofro mais. Ou é isso que você quer? Ou você só está tocando sua vida, tentando me esquecer? É, por diversas e diversas vezes foi o que te aconselhei fazer. Realmente é isso que você deve fazer e fará, mas você pode compreender que dói? Ahan. Dói. O que não entendo é porque diabos continuo juntando teus pedaços... Acho que é bem mais do que a triste razão de que foi eu mesma que os espalhei por todos os lados. E sentir muito não vai resolver nada, você já me disse. 
   Ok.
   Te tirar da minha vida, te ver sair dela, imaginar que nunca mais haverá um nós é muito estranho, ruim, angustiante. Continuo chorando por ti. E eu quero é engolir esse choro e viver. Deveria passar logo, não é? Já devia estar passando...

[...]

    O que é mais difícil?

   ( ) Levantar.
   ( ) Sacudir a poeira.
   ( ) Ou dar a volta por cima.
   (x) Os três...