(In)Consciência


   Eles estarão lá com palavras duras para arremessarem na sua cara até fazê-la sangrar , e com olhares carregados de maldade ou pena, testando sua peciência, até você explodir e mandá-los para o inferno. E você vai pensar naqueles planos de adolescente de abrir seu par de braços e voar para bem longe e procurar a felicidade que deveria ter vindo, sim, bater à sua porta. Você vai ficar exausta de pensar o quanto deveria ter ido mesmo por aquele outro caminho. E vai descobrir, menina, que não adianta mais, porque não tem meios de voltar. Talvez pragueje contra o tempo, culpando-o  pelo que está sentindo. Talvez devesse parar de se desfazer em lágrimas, de se machucar, de magoar o mundo.
   Você é tão criança adulta! Por que age como adulta criança?
   Não fica preocupada, não. Sim, esquecer é tarefa difícil, tem razão. Mas, será que o passado deve ocupar todo o presente e o futuro também? Provavelmente não. É um preço alto para uma vida curta. É um desperdício a toa. Cuida de ti, da tua vida, de quem te ama. Cuida do teu coração. E deixa todo o resto. 
   Deixa tudo. E voa.




Comentários

  1. Lindo, Simone. E é a decisão que deve sempre ser tomada. Como dizia Oscar Wilde, "o único encanto do passado está justamente em ser passado".

    Beijos e obrigado sempre pelas visitas.

    ResponderExcluir
  2. É... É bom saber quando chega a hora de cuidar do próprio coração e deixar o resto dormir...

    ResponderExcluir
  3. preciso deixar o passado no seu devido lugar, espero poder lançaar vôo, e seguir.

    beijo meu.

    ResponderExcluir
  4. "Deixa tudo. E voa."

    Bela decisão, apoiada! õ/

    ResponderExcluir
  5. Sempre haverá alguém pronto a criticar, sempre. Não há como evitar.

    Um beijo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário