Ninguém disse que seria fácil.


Me fere. Me machuca. Continua me largando e vindo na hora que achar melhor. Provoca. Insulta. Me desmonta. Brinca comigo. Não, faz melhor, me despreza. Isso deve doer bastante e talvez seja o bastante pra eu perceber que eu só tenho 21 e que você não devia ter entrado na minha vida. Quando eu resolver cair em mim e esquecer de você, tudo vai ficar bem. Tudo vai se ajeitar. E mais tarde, você vai lembrar que tinha a faca, o queijo e meu coração nas mãos e o quanto quer um único beijo meu agora. E eu vou saber disso só de olhar pra você. E vou dar risada.




: Olha, dói, sim, ainda. Corrói. Mas vai passar. Sei que você vai fazer passar.

Comentários

  1. Sempre passa... acredite!
    Eu tento encarar essas coisa, sicneramente, como testes de resistência... Sem contar que o doce no seria tão doce se não houvesse o amargo pra comparar...


    beijo, flor! cuide-se!

    ResponderExcluir
  2. Eu sei mais ou menos como é...
    Mas, vai dá tudo certo, sempre dá.
    Mesmo que seja difícil esperar o tempo agir, porque a gente quer agir por ele, tudo vai se resolver.
    Se for pra dá certo não vai acontecer diferente.


    bjussss

    ResponderExcluir
  3. Muuuito verdade!! Dói, machuca.. causa uma raiva tremenda! Mas quando passa, na maioria das vezes, não causa riso ao ver o desespero do outro... não causa nada.. fica tudo indiferente.. e eu acho que isso fere muito mais do que qualquer outro sentimento que se possa ter sentido por alguém que não deu valor quando devia...

    ResponderExcluir
  4. Olha, dói, sim, ainda. Corrói. Mas vai passar. Sei que você vai fazer passar....
    Sei bem como é isso...

    ResponderExcluir

Postar um comentário